Vendas da VW caem pela primeira vez

Vendas_Europa
As vendas do Grupo VW recuaram pela primeira vez em mais de quatro anos.

Durante o mês de abril, o Grupo Volkswagen entregou um total de 853.200 automóveis, o que representa uma descida de 1,3% nas vendas do consórcio germânico e a primeira vez que o total de comercializações caiu desde dezembro de 2010. Passados quatro anos e meio sempre com resultados “positivos”, estes dados não foram alvo de grande foco por parte da VW, que preferiu destacar o facto de ao longo do quadrimestre inicial deste ano ter aumentado as suas vendas em 1%, para um total de 3,34 milhões de unidades.

Este já era, no entanto, um resultado esperado, após a própria marca VW, responsável por 60% do total de vendas do grupo, ter anunciado no final da última semana uma quebra nas vendas de 4,8%. Apesar de praticamente todas as restantes marcas do Grupo Volkswagen, entre as quais a Porsche, Skoda e Audi, terem alcançado novos máximos de vendas já este ano, o desempenho negativo da “casa-mãe” acabou por influenciar a performance global do consórcio germânico. O responsável de vendas da VW, Christian Klinger, comentou estes resultados, dando uma explicação para a quebra de vendas registada. “Enquanto surgiram bons ventos na Europa Ocidental e na América do Norte, a América do Sul e a Europa do Leste continuam a ser desafios, especialmente devido aos desenvolvimentos no mercado russo”. O abrandamento do mercado automóvel chinês tem sido apontada como outra das razões para a quebra de vendas da VW.

Sem comentários

Deixe uma resposta

*

*