Renault chama 15 mil veículos à oficina

Renault Espace
Esta operação pretende resolver problemas nos motores a gasóleo de modelos da Renault.

A Renault vai chamar 15 mil veículos, antes de serem comercializados, de modo a resolver problemas em motores a gasóleo relacionados com as normas antipoluição , conforme anunciou, esta terça-feira, a ministra da Ecologia, do Desenvolvimento Sustentável e da Energia de França, Ségolène Royal.

De acordo com a governante, em declarações à rádio RTL, o fabricante francês “comprometeu-se a chamar 15 mil veículos para verificar e resolver os problemas existentes, para que o sistema de filtragem funcione”, em todas as condições de temperatura.

As coisas podem ser feitas rapidamente”, avançou Ségolène Royal, à Reuters, acrescentando que para fazer as alterações necessárias serão necessárias cerca de 12 horas.

Ao mesmo órgão de comunicação social, Ségolène Royal revelou ainda que a Renault não é a única a exceder os níveis de emissões, mas preferiu não revelar o nome de mais nenhuma marca de automóveis. Neste sentido, a ministra francesa elogiou “a preocupação da Renault com a transparência”, apelando a que os outros fabricantes façam o mesmo.

No caso da Renault, estão em causa o SUV Captur, já com a norma ambiental Euro 6, e o monovolume Espace, com a norma Euro 5, que registaram níveis de óxido de azoto acima dos valores permitidos por lei.

Na segunda-feira, o construtor automóvel gaulês prometeu apresentar um “plano técnico“, nas próximas semanas, para cortar as emissões poluentes dos veículos.

Na quinta-feira anterior, o Governo francês anunciou que os testes efectuados em França, na sequência do escândalo da manipulação de emissões poluentes que envolveu a Volkswagen, mostraram que na Renault foram “ultrapassadas as normas” para o dióxido de carbono e óxido de azoto. No entanto, os mesmos testes não indicaram existir qualquer dispositivo para manipular os resultados nos carros da marca gaulesa, contrariamente ao que sucedeu no caso do construtor alemão.

Sem comentários

Deixe uma resposta

*

*