Hamilton soma mais uma vitória em Monza

Lewis Hamilton Monza 2015
O piloto da Mercedes triunfou com enorme vantagem para Sebastien Vettel mas foi pedida a sua desclassificação por questões técnicas.

Imparável no circuito italiano de Monza, o britânico Lewis Hamilton, em Mercedes, foi o primeiro a cruzar a linha de meta do GP de Itália, mas poderia ter-lhe sido retirado o triunfo depois dos comissários técnicos terem verificado que o monolugar de Hamilton chegou ao fim com uma pressão nos pneus traseiros claramente inferior ao mínimo regulamentar imposto pela Pirelli, o fornecedor oficial de pneus ao Mundial FIA de Fórmula 1. Depois de um fim-de-semana em que foi simplesmente imparável, vencedor em todas as sessões de treino, vencedor da pole position e líder ao longo de todas as voltas deste Grande Prémio em Monza, tendo mesmo assinado a volta mais rápida durante a corrida, Hamilton esteve assim à beira de poder perder este triunfo em Monza, algo que não colocaria ainda assim em causa a liderança destacada no Mundial de F1.

Certo é que Lewis Hamilton foi o primeiro a passar a linha meta em Monza, já depois de ter sido incitado a partir das boxes a acelerar nas últimas voltas quando tinha tudo para poder controlar a prova, quando seguia com mais de 20 segundos de vantagem para o segundo classificado, o alemão da Ferrari Sebastien Vettel. Na terceira posição terminou o brasileiro Felipe Massa, que conseguiu manter o seu Williams fora do alcance de Valtteri Bottas, seu companheiro de equipa.

Notável foi a prestação de Kimi Räikkönen, o finlandês da Ferrari que teve a possibilidade de largar da segunda posição da grelha de partida, acabando por “começar” a prova na última posição, isto porque o seu Ferrari ficou “colado” à pista no momento da largarda, falhando a partida e permitindo a ultrapassagem de todos os demais pilotos em prova. Acabou assim por efectuar uma corrida em ritmo de recuperação, terminando no quinto posto à frente de Sergio Pérez aos comandos de um Force India. Nico Hulkenberg, também em Force India, foi sétimo, à frente do Red Bull de Daniel Ricciardo e do Sauber de Marcus Ericsson, respectivamente nos oitavo e nono lugares.

Nota de destaque nesta prova italiana merece o abandono de Nico Rosberg, o piloto alemão da Mercedes que viu a sua corrida terminar quando ainda restavam duas voltas para o final, devido a problemas no motor do seu monolugar que chegou mesmo a incendiar obrigando à intervenção de um comissário de pista. O Mundial de Fórmula 1 deixa agora a Europa e segue em direção ao continente asiático, prosseguindo no próximo dia 20 de Setembro com o GP de Singapura, no circuito montado nas ruas da Marina Bay, na capital do país.

Polémica em redor de Hamilton

A vitória de Lewis Hamilton acabou por ser confirmada pelo colégio de comissários e pela FIA mas ainda chegou a ser posta em causa, isto porque logo após o final da prova os responsáveis da escuderia Mercedes foram notificados sobre o facto de terem iniciado a corrida com a pressão dos pneus abaixo do mínimo estipulado pelos regulamentos.

A Pirelli, fornecedor oficial de pneus para a Fórmula 1, tinha dado indicações às equipas para que os pneus dos respectivos monolugares pudessem estar em pista com uma pressão de pelo menos 19,5 psi, só que a Mercedes não terá respeitado isso mesmo, com o carro de Hamilton a apresentar valores 0,3 psi abaixo do mínimo, enquanto o monolugar de Nico Rosberg, que abandonou a prova três voltas antes do final, rodava com 1,1 psi a baixo do mínimo.

Logo que surgiu a notícia junto da escuderia Mercedes que poderia haver lugar a uma penalização surgiu uma indicação para Lewis Hamilton, via rápido, para que “abrisse” a distância relativamente ao seu mais directo perseguidor, o alemão Sebastien Vettel, da Ferrari, de quem deveria ficar com uma vantagem superior a 25 segundos, antevendo desde logo uma penalização que poderia ser exactamente dada com a soma de mais 25 segundos ao seu tempo final. O inglês da Mercedes terminou o GP de Itália justamente com essa margem de diferença para o alemão.

Williams pede desclassificação

As primeira reacções ao desfecho do Grande Prémio de Itália, em Monza, não tardaram a chegar, com a possível punição com tempo ou mesmo a desclassificação da Mercedes a ser comentada nos bastidores desta prova do Mundial de Fórmula 1. Pat Symonds, o director-técnico da Williams, foi um dos que considerou desde já que não aceitará uma simples punição, defendendo que Lewis Hamilton deverá ser desclassificado por violar um regulamento de segurança.

Depois da Pirelli ter mudado os regulamentos sobre os pneus para o fim de semana de corridas em Itália, em resposta ao problema que Sebastian Vettel e Nico Rosberg enfrentaram em Spa, a verdade é que os carros da Mercedes não cumpriram com as novas medidas, o que levou Symonds a avançar com uma opinião no sentido da desclassificação de Hamilton: “Está a ser-me dito que uma equipa violou uma regra de segurança e, perante isso, não vejo que seja possível outra coisa que não a desclassificação”, disse Symonds à ‘Sky Sports’. “Está fora das minhas mãos, mas não creio que seja uma decisão difícil de tomar se as pressões foram verificadas como está a ser dito”.

Por seu turno, Rob Smedley, chefe de desempenho da Williams, apoiou as afirmações de Pat Symonds: “É um problema de segurança – até onde eu sei, é passível de ser sancionada com a desclassificação”.

GP de Itália (Monza) – Classificação final

Pos.PilotoPaísEquipaTempoPts.
1LEWIS HAMILTONGBRMERCEDES1h18m00s68825
2SEBASTIAN VETTELGERFERRARI+25s04218
3FELIPE MASSABRAWILLIAMS+47s63515
4VALTTERI  BOTTASFINWILLIAMS+47s99612
5KIMI RÄIKKÖNENFINFERRARI+1m08s86010
6SERGIO PEREZMEXFORCE INDIA+1m12s7838
7NICO HULKENBERGGERFORCE INDIA+1 volta6
8DANIEL RICCIARDOAUSRED BULL RACING+1 volta4
9MARCUS ERICSSONSWESAUBER+1 volta2
10DANIIL KVYATRUSRED BULL RACING+1 volta1
11CARLOS SAINZESPTORO ROSSO+1 volta0
12MAX VERSTAPPENNEDTORO ROSSO+1 volta0
13FELIPE NASRBRASAUBER+1 volta0
14JENSON BUTTONGBRMCLAREN+1 volta0
15WILL STEVENSGBRMARUSSIA+2 voltas0
16ROBERTO MERHIESPMARUSSIA+2 voltas0
17NICO ROSBERGGERMERCEDESAbandono0
18FERNANDO ALONSOESPMCLARENAbandono0
NCROMAIN GROSJEANFRALOTUSAbandono0
NCPASTOR MALDONADOVENLOTUSAbandono0

Mundial de Construtores – Classificação após Itália

POSCONSTRUTORPts.
1.MERCEDES451
2.FERRARI270
3.WILLIAMS188
4.RED BULL RACING113
5.FORCE INDIA 63
6.LOTUS 50
7.TORO ROSSO 35
8.SAUBER 25
9.MCLAREN 17
10.MARUSSIA 0

Mundial de Pilotos – Classificação após Itália

POS.PilotoPaísEquipaPts.
1LEWIS HAMILTONGBRMERCEDES252
2NICO ROSBERGGERMERCEDES199
3SEBASTIAN VETTELGERFERRARI178
4FELIPE MASSABRAWILLIAMS97
5KIMI RÄIKKÖNENFINFERRARI92
6VALTTERI BOTTASFINWILLIAMS91
7DANIIL KVYATRUSRED BULL RACING58
8DANIEL RICCIARDOAUSRED BULL RACING55
9ROMAIN GROSJEANFRALOTUS38
10SERGIO PEREZMEXFORCE INDIA33
11NICO HULKENBERGGERFORCE INDIA30
12MAX VERSTAPPENNEDTORO ROSSO26
13FELIPE NASRBRASAUBER16
14PASTOR MALDONADOVENLOTUS12
15FERNANDO ALONSOESPMCLAREN11
16CARLOS SAINZESPTORO ROSSO9
17MARCUS ERICSSONSWESAUBER9
18JENSON BUTTONGBRMCLAREN6
19ROBERTO MERHIESPMARUSSIA0
20WILL STEVENSGBRMARUSSIA0

 

Sem comentários

Deixe uma resposta

*

*